Buscar
  • prismaVENT

O que é Ventilação Mecânica Não Invasiva?


A ventilação não invasiva (VNI) é definida como um suporte não invasivo, realizada através de um ventilador mecânico, ou um Bilevel ou um CPAP que utiliza a pressão positiva sem o uso de tubos traqueais e através de máscaras faciais como interface paciente-ventilador, sendo uma alternativa de suporte à respiração do paciente, reduzindo as complicações relacionadas à intubação.


Escolher a melhor interface é fundamental para o sucesso da VNI, e deve ser considerada a forma do rosto, o conforto do paciente e o tempo de utilização da máscara.


A VNI pode reduzir o trabalho da respiração e a frequência respiratória, aumentar o volume corrente, melhorar a troca gasosa, a dispneia, promover o repouso da musculatura respiratória e o conforto do paciente.


Indicações:

  • Deficit da troca gasosa - PaO2/FiO2 < 200 ou Saturação de oxigênio inferior a 92%

  • Falência ventilatória com hipercapnia acidose respiratória

  • Dispneia com uso de musculatura acessória

  • Frequência respiratória superior a 24 ipm

Contraindicações:

  • Parada cardíaca

  • Arritmia cardíaca instável

  • Falência múltipla de órgãos

  • Hemorragia digestiva

  • Cirurgia na face

  • Pneumotórax não drenado

Como aplicar a técnica de VNI:

  1. Eleger o melhor equipamento disponível - prisma VENT - assim como a interface

  2. Parametrizar o equipamento

  3. Explicar o procedimento ao paciente

  4. Coletar gasometria basal

  5. Posicionar a interface adequadamente no paciente e iniciar a ventilação

  6. Iniciar com baixas pressões e ajustar o suporte para que atinja o volume de 6ml/ kg

  7. Se necessário, ajustar o oxigênio para manter uma saturação acima de 90%

  8. Monitorizar os sinais vitais, conforto e dispneia do paciente

  9. Coletar gasometria após 1 hora e comparar com a basal

  10. Avaliar a continuidade da VNI ou indicação de intubação

#VentilacaoNaoInvasiva #Bilevel #BiPAP #prismaVENT

20 visualizações